sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Blogagem Coletiva: Personagem favorito

Novamente estamos participando da blogagem coletiva do Livros e Afins, agora com o tema "Meu personagem favorito de livro". Como nós, Calipso e Medeia, já nos conhecemos no meio virtual há um bocado de tempo, ficou fácil  saber quem é o personagem favorito de cada uma, mas nunca é demais declarar o nosso amor incondicional a esse ou aquele personagem, e o quanto eles fazem parte da nossa vida literária.

XxX






(Ron Weasley)


"I’m the sixth in our family to go to Hogwarts. You could say I got a lot to live up to. Bill and Charlie have already left – Bill was head boy and Charlie was captain of Quidditch. Now Percy’s a prefect. Fred and George mess around a lot, but they still get really good marks and everyone thinks they’re really funny. Everyone expects me to do as well as the others, but if I do, it’s no big deal, because they did it first." Harry Potter e a Pedra Filosofal

Já li vários livros, passei pelos personagens mais diversos que podem existir (normalmente rechaçando o protagonista!). Em algumas ocasiões eu sinceramente não me liguei a nenhum personagem, em outras ocasiões eu gostei de mais de um personagem. Mas eu sentia falta de um personagem com o qual eu sentisse uma ligação além das páginas. 'Alguém' com quem eu pudesse me relacionar não apenas no nível da história da qual ele fazia parte, mas também com a intimidade e proximidade de um amigo que a gente quer bem.

Sim, eu sei que isso parece uma loucura, um absurdo impensável, mas é assim que eu entendo e vivo o 'relacionamento' que tenho com os meus personagens favoritos.

Então, depois de muita resistência, li Harry Potter e a Pedra Filosofal e depois dos primeiros capítulos, eu já tinha a certeza absoluta que Ron Weasley seria o meu personagem favorito dali em diante e desconfio que o será por vários anos até que um dia, quem sabe, eu consiga me encantar por outro (se isso acontecer!).

A identificação parecia óbvia, mas no fundo o que me ligou ao personagem foi a lealdade extrema (apesar do que ele fez em Relíquias da Morte), o sarcasmo sempre presente, o bom humor (mesmo que não seja tão presente) e principalmente como ele é o elo de ligação entre Harry e Hermione.

Não dá para negar que sem ele, esses dois não seriam tão amigos como são ou pelo menos teria sido muito mais difícil de eles serem amigos, especialmente porque Harry e Hermione são bastante diferentes, embora lutem na mesma frente e defendam as mesmas ideias.

Não é um consenso, mas Ron Weasley é um personagem cativante, ainda que seja daqueles que te dão apenas duas opções: ame-o ou odeie-o.

Calipso


XxX

(Morgana das Fadas)

"... eu, que sou Morgana, conto-vos estas coisas, Morgana que em tempos mais recentes foi chamada Morgana, a Fada." (As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley)


Quando estava prestes a completar quinze anos, fui apresentada ao universo místico de Avalon através da escrita envolvente de Marion Zimmer Bradley. Era algo que ia além da simples apreciação de personagens e situações, havia uma identificação profunda que me comovia (e ainda comove) sobremaneira - talvez por ser uma narrativa que abordava a perspectiva feminina do ciclo arturiano e as motivações das mulheres que ajudaram a decidir o destino de Camelot.

Inevitavelmente, eu me apeguei à personagem Morgana. Como não apreciar a sua força e determinação, os seus erros, fraquezas e tudo aquilo que a fazia tão humana e ao mesmo tempo tão diferente, como se não pertencesse a esse mundo? Seu eterno conflito entre os desejos de uma vida comum, ansiando por ser amada como qualquer mulher normal, mas também querendo manter o poder de Avalon no mundo exterior, sendo uma Grã-Sacerdotisa tão competente quanto sua tia, Viviane.

Quanto mais eu lia sobre o ciclo arturiano e suas diferentes versões, mais ainda eu me apaixonava por essa personagem. Fosse a inimiga ardilosa do próprio irmão em "Le Morte d'Arthur" (Sir Thomas Malory), sempre tentando usurpar a espada Excalibur, ou então a mulher deformada e amarga n'As Crônicas de Artur (Bernard Cornwell), Morgana é uma personagem complexa e ambígua, rica de tal forma que é um deleite redescobri-la em cada nova versão. 

Medeia

4 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Oi Medéia, tb estou participando da coletiva...muito bacana essa ideia do Alessandro. Tb li As Brumas de Avalon na adolescência e me identifiquei demais com Morgana...engraçado não me lembrei dessa saga. Não consegui tb escolher um só. Bacana seu blog, gostei muito, beijinhos,

Anônimo disse...

Olá pessoal!
Parabéns pelo blog. Muito bom o texto inaugural.

Estou participando da blogagem coletiva e adorei lembrar da Morgana!!

Como vocês, escrevo 'por necessidade' e para mim, as palavras também representam "a ponte entre a ideia e a ação", ao mesmo tempo em que ordenam o pensamento.

Bjsssssss

Lívia disse...

Também gosto do Ron e da Morgana, mas faz um tempão que li os respectivos livros...!
abs!

Jorge Leberg disse...

Já postei a respeito do meu personagem favorito. Também concordo que o Rony é um elo auxiliador para uma melhor relação entre Harry e Hermione, que de outra forma seria mais conturbada por algumas diferenças conflitantes na personalidade de ambos. Se bem que todos os três possuem características psicológicas bem distintas, o que não impede de lutarem por interesses comuns. Quanto à Morgana, também é minha personagem predileta do ciclo arturiano, e só tenho a elogiar As Brumas de Avalon por nos trazer, numa abordagem inovadora, a história do rei Artur sob a perspectiva das mulheres que influenciaram/determinaram sua vida, sua ascensão e sua queda.